Body Talk Quem Somos Colunas Artigos Tratamentos Eventos Dúvidas E-mail
  TRATAMENTOS

DEPRESSÃO: DISTÚRBIO EMOCIONAL DO SÉCULO 21!?

A depressão é considerada pelos especialistas como a doença do final de século 20, pois atinge 6% da população mundial. Hoje em dia devemos levar em consideração que as pessoas parecem infelizes e acham que estão deprimidas, mas existe uma grande diferença entre a depressão clínica e a passageira. É muito importante determinar a severidade e o tempo de evolução. Todos ficamos tristes um dia ou uma semana, mas isto não pode ser classificado como depressão; afinal, a vida tem seus altos e baixos.

A depressão às vezes se confunde com a tristeza, com os aborrecimentos ou com o estar na "fossa". A tristeza é um sentimento profundo que se manifesta quando a pessoa perde um ente querido ou um grande amor. De modo geral, a pessoa se recupera depois de certo tempo e volta ao estado emocional normal.

Às vezes, porém, quando o indivíduo não consegue superar com facilidade as adversidades da sua vida. poderá ficar triste, magoado, aborrecido e desenvolver um quadro clínico de depressão.

AFINAL O QUE É DEPRESSÃO?

A Organização Mundial da Saúde está muito preocupada com este distúrbio porque ele afeta milhares de pessoas todos os anos. As mulheres são as mais afetadas. O alerta é a persistência dos sintomas, que vão além duas semanas e incluem dificuldade de concentração, fadiga, dificuldade de tomar decisões, dificuldades de dormir, acordar com freqüência, sono excessivo, baixo apetite e perda do prazer das coisas agradáveis. O surgimento de sentimentos de desesperança, de não valer nada ou se sentir culpado, além dos pensamentos excessivos de morte ou suicidas, podem indicar um estado de depressão clínica.

Os sintomas da depressão são variáveis e podem se manifestar como tristeza, incapacidade de concentração, insônia, inapetência (falta de apetite), indisposição para realizar as "tarefas" do cotidiano como trabalhar e se divertir. Nos casos mais graves, pode levar o indivíduo ao suicídio, tornando-se fonte permanente de preocupação entre os familiares e amigos. Também é possível que a depressão apareça sem nenhum motivo aparente. Assim, pode-se manifestar quando a pessoa está de bem com a vida. Muitas são as razões para que isso aconteça, como as alterações bioquímicas e fisiológicas e os motivos existenciais.

- Doutor nada de ruim me aconteceu, e eu fiquei deprimido! Fiquei deprimido e nem sei o porque.. O que será que aconteceu? Estas são algumas perguntas feita diariamente nos consultórios. A depressão é um distúrbio que afeta a pessoa no modo de valorizar a vida e altera as relações com familiares e amigos. A conseqüência é levar a um destino desagradável ou indesejável. A depressão pode-se manifestar quando algo de ruim acontece na vida da pessoa e também na maneira "ruim" de representar sua vida.

A depressão altera as funções mentais ou emocionais como um todo. Quando o estado depressivo vai piorando, pode-se manifestar como cansaço crônico, indisposição geral, impaciência ou memória preguiçosa. Quando a tristeza se associa à depressão temos o que é considerado um quadro clínico típico. A evolução afeta a outras áreas da vida pessoal, como o desempenho sexual que se torna inadequado, as crises de pânico e ansiedade, o esgotamento e a grande variedade de transtornos físicos de origem emocional.

Este é o maior desafio dos médicos na maioria das especialidades, e as queixas desagradáveis nem sempre são levadas em consideração numa avaliação clínica. Normalmente os exames clínicos são normais. O médico não consegue apresentar um diagnóstico de certeza e de maneira geral fica aborrecido, assim como seus pacientes. As alterações somáticas (do corpo) disfarçam um estado depressivo principalmente naquelas pessoas consideradas emocionalmente fortes, que sem motivos aparentes perdem o controle de suas vidas. Geralmente nessa situação o diagnóstico não é bem aceito, principalmente quando se confunde depressão com tristeza.

As depressões que não são acompanhadas de tristeza são consideradas atípicas, visto que são caracterizadas mais por ansiedade. Nesses casos os clientes, depois de passarem por diversos especialistas são submetidos a muitos exames. Os exames geralmente não revelam nenhuma alteração e, quando recebem a notícia que não têm nada, parece que tudo que está sendo feito parece brincadeira e sem sentido.

DEPRESSÃO INICIADA POR RAIVA

Muitos terapeutas acreditam - e em muitos casos é verdadeiro - que a depressão é "uma raiva internalizada". Alguns eventos não desejáveis que acontecem na vida das pessoas levam ao sofrimento de doses não-saudáveis de depressão. Neste caso, a atenção ao evento que leva à depressão é muito importante. Esses casos podem envolver tratamento de autoperdão, culpa e raiva.

DEPRESSÃO E ANSIEDADE

Freqüentemente a depressão e a ansiedade se misturam. A ansiedade é um sentimento de apreensão, nervosismo e talvez medo de o pior acontecer. Também pode acontecer de a pessoa ficar ansiosa sobre estar deprimida ou se sentir depressiva sobre o fato de estar ansiosa. Nesses casos é importante tratar a ansiedade e a depressão.

CUIDADO

Certas condições patológicas são conhecidas por produzirem sentimentos e comportamentos similares à depressão. Citamos o hipotiroidismo (baixa atividade da glândula tiróide), as anemias e as deficiências nutricionais. É fundamental fazer uma criteriosa avaliação clínica para excluir possíveis patologias orgânicas.

O QUE CAUSA A DEPRESSÃO

Vários fatores podem levar à depressão. As amígdalas e o tálamo são áreas do cérebro que atuam nas avaliações emocionais, portanto envolvidas no estados depressivos. Os neurotransmissores serotonina e norepinefrina são substâncias que servem para conduzir a corrente elétrica dentro de nosso sistema nervoso. Quando os níveis de neurotransmissores estão baixos as pessoas tornam-se preguiçosas, desinteressadas e podem ter a tendência de ficar preocupadas (isto causa a depressão). Os medicamentos antidepressivos servem para aumentar a concentração dos neurotransmissores, porém o aumento pode ser feito com exercícios aeróbios, nutrição adequada, vitaminas, luz de amplo espectro e certos medicamentos fitoterápicos.

A depressão pode ser "iniciada" por eventos traumáticos recentes ou passados, envolvendo algum graus de perda real ou antecipada de algum tipo. Por exemplo, a morte de uma pessoa querida, a perda do emprego, problemas de saúde e possibilidade de ruína financeira podem ser fatores importantes no início da depressão.

A depressão pode se iniciar com eventos significativamente negativos. E se você perdeu o emprego de que não gostava, porém ficou aliviado? Agora, pensamentos catastróficos sobre as perdas aumentam a probabilidade de depressão.

Segundo Kendler, Walters e Truet (1994), que realizaram estudos com gêmeos idênticos, a hereditariedade é fator de predisposição na depressão.

O TRATAMENTO MAIS USADO SÃO OS MEDICAMENTOS
(PSICOFÁRMACOS)

Existem muitas opções de tratamento da depressão. Pode se usar medicação antidepressiva. A medicação se tornou muito popular e levou muitos médicos a prescrevê-las mesmo quando não necessária. Porém o uso adequado da medicação pode ser útil no tratamento de certas depressões. Contudo, a depressão pode ser tratada com sucesso sem medicação antidepressiva ou por períodos curtos do seu uso.

Os antidepressivos não curam a depressão porque seu objetivo é tratar apenas uma de suas causas - o desequilíbrio bioquímico. Como resultado, a depressão freqüentemente volta quando se retira a medicação mesmo quando feita gradualmente.

NOVAS PERSPECTIVAS

A Programação NeuroLingüística (PNL) e a Terapia Campo de Pensamentos (TCP) são dois modelos de terapia que oferecem recursos importantíssimos na solução dos mais variados tipos de depressão. Estes modelos encurtam em muito o tempo de tratamento, fazendo com que o depressivo volte para as suas atividades profissionais, pessoais e familiares, restabelecendo assim a vida em sua plenitude para ela seja bem vivida.

Voltar

DESTAQUE
Matéria sobre o Body Talk
Folha de Londrina - 08/11/2010


ARTIGOS / TRATAMENTOS
BODY TALK
BODY TALK - CASOS
COSMÉTICA
COSMÉTICA - ACNE
COSMÉTICA - CABELOS
COSMÉTICA - CICATRIZ
COSMÉTICA - PELE
DOR CRÔNICA
EMOÇÃO
ENDOMETRIOSE
EPIGENÉTICA
ESTRESSE
OBESIDADE
VÁRIAS PATOLOGIAS

CONSULTAS

LONDRINA - PARANÁ
Av. Bandeirantes, 515
Tel (43) 3324 - 3303

WHATSAPP

AGENDAMENTOS - DÚVIDAS
 (43) 99188 - 3303
Body Talk Quem Somos Colunas Artigos Tratamentos Eventos Dúvidas E-mail
Site desenvolvido pela Intersoft © 2019 - Body Talk Londrina Home