Body Talk Quem Somos Colunas Artigos Tratamentos Eventos Dúvidas E-mail
  TRATAMENTOS

SÍNDROME DA FADIGA CRÔNICA

Cansar é muito comum na vida de qualquer pessoa: basta trabalhar durante o dia inteiro ou praticar alguma atividade física. A sobrecarga orgânica, o estresse emocional ou alguma doença podem levar as pessoas a ficar extenuadas, fadigadas. Porém, uma alimentação adequada, uma noite bem dormida, uma atividade física bem planejada e o tratamento da doença restauram o nosso organismo do cansaço. Tudo isso ocorre com as pessoas em suas atividades normais do dia-a-dia.

Quando determinada pessoa passa a ficar com fadiga constante todos os dias, isso acaba interferindo nas atividades do cotidiano. Com o passar do tempo, começam a aparecer os sintomas que sugerem alterações do sistema imune, além das psicológicas (nervosismo). O indivíduo sem saber, pode estar sofrendo da Síndrome da Fadiga Crônica.

ALTERAÇÕES MAIS FREQÜENTES
No sistema imune Dores de garganta
Diarréia
Ínguas (gânglios) dolorosas
Alergias

Psicológicas Ansiedade
Depressão
Alterações do sono
Irritabilidade
Letargia mental
Impossibilidade de concentração
Outras Fadiga em 100% dos casos
Fadiga prolongada após exercícios
Dores e fraqueza musculares
Dores de cabeças constantes
Tonturas e/ou náuseas
Dores articulares migratórias
Diminuição do apetite
Tosse

A Síndrome da Fadiga Crônica apareceu na literatura médica pela primeira vez em 1860, mas somente em 1988 foi definida formalmente. A síndrome apresenta alterações do psiquismo e do sistema imune, e assim o estresse emocional e físico provoca alterações orgânicas importantes.

A síndrome vai se instalando progressivamente, mas num período aproximado de 6 meses o portador reduz as suas atividades em 50%. O quadro clínico pode ser parcial ou com a totalidade dos sintomas apresentados no quadro. As pessoas portadoras da síndrome têm 100% de fadiga.

Um indivíduo que fica sob tensão emocional constante passa a diminuir o ritmo de suas atividades e, com a diminuição da atividade imunológica, acaba facilitando a instalação de infecções. E assim ocorre a instalação de infeções crônicas decorrentes do enfraquecimento da atividade do sistema imune.

Queremos lembrar que esta síndrome é de difícil diagnóstico, pois geralmente o indivíduo acaba passando por diversos profissionais, visto que os sintomas às vezes podem ser muito vagos e nem sempre aparecem ao mesmo tempo. Desta maneira, leva algum tempo até que o indivíduo perceba que a sua fadiga é bem diferente da fadiga considerada "normal".

Algumas infecções causadas pelo vírus da mononucleose infecciosa (Epstein Barr), da herpes simples (1 e 2), da hepatite (B, C, D), da AIDS (HIV 1 e 2), da HTLV1 e do fungo Candida albicans podem ser a causa ou simplesmente estar associadas à síndrome. Estas dúvidas ainda não foram esclarecidas.

Doenças como a diabetes, cânceres, doenças hepáticas crônicas, artrite reumatóide, uso de remédios (anti-hipertensivos, anti-inflamatórios, corticosteróides, tranqüilizantes e sedativos) podem levar um quadro clínico muito parecido, mas diferente da "síndrome da fadiga crônica".

É muito importante que o indivíduo relate todos os sintomas, mesmo aqueles que não valoriza muito, pois assim facilita uma investigação clínica ampla tanto do ponto de vista físico como emocional. Após uma boa conversa a respeito de suas doenças, deverão ser feitos os exames necessários para esclarecimento da possível etiologia.

Cada caso deve ser orientado para diminuir o sofrimento físico, fazendo-se as correções necessárias, como dieta alimentar adequada e medicamentos pertinentes ao caso. Queremos lembrar que os aspectos psicológicos são muito importantes na síndrome da fadiga crônica. O profissional que estiver cuidando do caso, além das condutas adequadas, deve sempre procurar a causa primária. Este esclarecimento é muito importante para resolver a situação de modo definitivo.

SÍNDROME DA FADIGA CRÔNICA: A PERSPECTIVA DA PNL


Allen C. Sargent¹, criador do modelo THE, relata em seu livro que uma cliente estava lutando com uma indisposição crônica, a Síndrome da Fadiga Crônica. "Antes de usar o seu modelo, ela não conseguia ver mentalmente a própria imagem. Tinha a sensação de que vivia acima de sua cabeça e fora do corpo dela.

Ao construir uma imagem dela começando com as sensações cinestésicas, foi capaz de ver a sua imagem da cintura para cima com seu olho direito interno. Com prática e paciência, foi capaz de obter a outra parte de sua imagem com seu olho esquerdo interno, da cintura para baixo.

Trabalhando com esta técnica especial a cliente construiu a imagem total dela como um holograma, e a partir daí trouxemos as qualidades e recursos de cada imagem interna para imagem halográfica central. Com a imagem halográfica total a cliente pôde se ver da cabeça aos pés, inteira. Após completar a imagem halográfica, ela se sentia aterrada e em seu próprio corpo. Finalmente sentindo-se segura em seu corpo, foi peça importante no processo de cura dela.
"

Na experiência de Allen, muitas pessoas com diagnóstico de Síndrome da Fadiga Crônica sentem que suas vidas estão separadas de seus corpos. Se alguém sente que está desconectado de seu corpo e de seus sentimentos, esta pessoa perde as mensagens importantes sobre a sua saúde.

Quando estamos conectados às nossas sensações físicas somos capazes de avaliar as mensagens do nosso corpo antes que os sintomas possam se tornar séria ameaça a nossa saúde.

A UPTIME traz para você novas tecnologias que possa tornar a sua vida mais útil e produtiva. Na virada deste milênio, o conhecimento mais aprofundado do nosso cérebro e da nossa mente têm propiciado o desenvolvimento de novos modelos.

Em países em que os dados estatísticos são confiáveis, como os Estados Unidos, morrem anualmente 140.000 pessoas que fizeram uso de medicamentos (remédios). Hoje em dia é possível resolver problemas emocionais negativos como raiva, medos, fobias, ansiedade, depressão, etc. sem a necessidade de utilizar medicamentos. De modo mais rápido e mais seguro.

  1. Allen C Sargent - The Other Mind's Eye - Success Design International Publications, p 179-180, 1999
  2. Shafran SD - The Chronic Fadigue Syndrome - Am J Med 90: 731-9, 1991


Voltar
DESTAQUE
Matéria sobre o Body Talk
Folha de Londrina - 08/11/2010


ARTIGOS / TRATAMENTOS
BODY TALK
BODY TALK - CASOS
COSMÉTICA
COSMÉTICA - ACNE
COSMÉTICA - CABELOS
COSMÉTICA - CICATRIZ
COSMÉTICA - PELE
DOR CRÔNICA
EMOÇÃO
ENDOMETRIOSE
EPIGENÉTICA
ESTRESSE
OBESIDADE
VÁRIAS PATOLOGIAS

CONSULTAS

LONDRINA - PARANÁ
Av. Bandeirantes, 515
Tel (43) 3324 - 3303

WHATSAPP

AGENDAMENTOS - DÚVIDAS
 (43) 99188 - 3303
Body Talk Quem Somos Colunas Artigos Tratamentos Eventos Dúvidas E-mail
Site desenvolvido pela Intersoft © 2019 - Body Talk Londrina Home