Body Talk Quem Somos Colunas Artigos Tratamentos Eventos Dúvidas E-mail
  TRATAMENTOS
PSICONEUROIMUNOLOGIA: O CONTATO ENTRE A MENTE E O SISTEMA IMUNE

O corpo e a mente são duas entidades inseparáveis, mas para facilitar sua compreensão os separamos didaticamente. A unidade funcional humana é constituída de corpo e mente. Vamos então falar um pouco sobre o sistema imune.

O sistema imune tem a função primordial de proteção do organismo, por isso produz anticorpos e células especializadas. Os anticorpos da classe IgG, IgM e IgA são protetores; então, quando aplicamos em alguém a vacina Sabin (poliomielite) ou Tríplice (tétano, coqueluche e difteria), o seu sistema imune é induzido a produzir os anticorpos protetores específicos.

Quando o sistema imune produz o anticorpo da classe IgE, essa classe de anticorpo produz as alergias, como a asma e a rinite.

Nosso corpo tem uma classe especial de células derivadas de um órgão chamado timo, que ajuda a proteger o organismo. Timo em grego significa energia da vida. Quando o sistema está funcionando perfeitamente, mantemo-nos saudáveis, mas quando o mesmo sistema está deprimido o aparecimento de doenças (até mesmo o câncer) é facilitado. Quando o sistema se torna disfuncional, facilita-se o aparecimento das doenças auto-imunes como o lúpus e a artrite reumatóide.

Esse é um resumo de como o corpo constrói a nossa fortaleza de proteção e a nossa fraqueza em forma de alergias e doenças.

QUANDO A RELAÇÃO ENTRE O CORPO E A MENTE SE TORNA VISÍVEL

No início da década de 70, o psicólogo Robert Adler estava interessado no caráter psicossomático das doenças. Um dos experimentos desse pesquisador o deixou então confuso e espantado. Simplificarei a experiência dele para melhor compreensão do leitor.

Ele separou três grupos de ratos, todos submetidos às mesmas condições para que depois pudesse comparar os resultados. Ele estava testando a aversão dos animais à sacarina. O grupo controle recebia água. O grupo dois recebia sacarina dissolvida em água. O grupo três recebia ciclofosfamida dissolvida em água. Durante certo tempo, os animais de cada grupo tinham que beber aquela água. A ciclofosfamida tem gosto semelhante à sacarina, mas provoca náusea nos animais. Veja os resultados:

Grupo Líquido Evolução Descanso Reintrodução Resultado
Controle Água Normal Descanso Água Vivos
Dois Água + sacarina Acostumaram Descanso Água + sacarina Vivos
Três Água + ciclofosfamida Acostumaram Descanso Água + sacarina Mortos


O grupo controle funcionou normalmente e todos os seus membros permaneceram vivos. Grupo dois: os ratos se acostumaram com o gosto da sacarina e permaneceram vivos. Grupo três: quando Adler reintroduziu água + sacarina, esperava que os ratos apresentassem náuseas, semelhantemente ao reflexo condicionado, e permanecessem vivos; mas morreram...

A princípio ele não entendeu o que acontecera, pois o experimento inicial era para testar os efeitos da sacarina e da ciclofosfamida. Só que a ciclofosfamida é um remédio anticâncer e, como os animais eram saudáveis, essa droga deprimiu o sistema imune dos animais. Quando beberam água com sacarina, de alguma forma os animais relacionaram o sabor com a fraqueza do sistema imune e morreram.

Pela primeira vez na história da humanidade foi demonstrado que a mente e o corpo atuavam em conjunto para estimular ou deprimir o sistema imune. Quanto o sistema imune está deprimido, produz doenças; quando estimulado, produz saúde.

QUANDO AS EMOÇÕES PRODUZEM DOENÇA

A cada dia, as investigações científicas têm evidenciado a estreita relação entre o sistema psicológico e o sistema imune, provocando ou agravando doenças físicas por razões emocionais. Agora, caro leitor, você já sabe que emoções podem piorar ou melhorar uma doença física.

O sistema imune protege nosso corpo das agressões externas provocadas por bactérias, fungos, parasitas... mas erros nesse sistema podem provocar doenças imunológicas como auto-imunes, alergias, cânceres...

Os órgãos do sistema imune (timo, baço e medula óssea) são regulados pelo Sistema Nervoso Autônomo, pois há ligações entre os terminais nervosos e as células de origem imunológicas. As evidências mostram que o sistema psicológico, o sistema nervoso e o corpo funcionam como um todo, de maneira integrada e harmônica. A partir dessa constatação se criou um ramo das ciências médicas conhecido com Psiconeuroimunologia. Hoje sabemos que a mente e o corpo podem funcionar tanto para nos manter saudáveis como para nos deixar doentes.

Os pensamentos negativos envenenam a mente e o corpo e assim produzem doenças psicológicas e psicossomáticas.

ASMA E EMOÇÕES

As crises de asma são desencadeadas por vários fatores, como alérgenos (ácaros, baratas, pêlo de animais...), substâncias irritantes voláteis (tintas, vernizes, gasolina...) e mudanças de clima, entre outros.

As crises são "chio de peito", tosse, dificuldade respiratória e falta de ar, que podem ser discretas ou muito graves. Todas as crises de asma devem ter avaliação médica.

As crises de asma desencadeiam emoções variadas dependendo do indivíduo, como desespero, ansiedade ou angústia.

A falta de ar não é o único problema causado pela asma. A Sociedade Espanhola de Pneumologia e Cirurgia Torácica avaliou as emoções em pacientes asmáticos. A asma de moderada a grave provoca ansiedade em 40% e depressão em 20%, e, quanto mais grave for o caso, maior a incidência de transtornos psicológicos.

A depressão pode estar associada ao aumento da morbidade e da mortalidade em asmáticos.(J. Clin Paychiatry 2:153, 2000)

Estudos realizados com grupos de adolescentes comprovaram a associação entre depressão e alergias (asma, ezcema). Dos adolescentes que anteriormente tinham diagnóstico de depressão, 70% deles apresentavam história de alergia, sendo a asma prevalente.

Crianças tristes são mais predispostas a crises de asma, enquanto a felicidade aumenta a taxa de alta hospitalar. Considera-se que as emoções negativas e a asma formam um complexo, e os resultados sugerem que os sentimentos de depressão e desamparo podem tornar as crianças mais vulneráveis às crises dessa doença.

Todas as crianças estudadas com asma moderada a grave tinham problemas emocionais.

A crise de asma discreta é bem diferente nas crianças emocionalmente mais estáveis em comparação com as instáveis. Este estudo sugere que as crianças alérgicas, além dos cuidados médicos especializados, devem ser submetidas à avaliação psicológica.(J Amer Acad Child Adolesc Psychiatry, 1997)

CUIDADOS MÉDICO E PSICOLÓGICO

Um panorama geral para tratamento das doenças psicossomáticas. Cada pessoa deve ter seu médico assistente, a ele cabe fazer as avaliações periódicas e prescrever a medicação e cuidados necessários.

As técnicas de Programação NeuroLingüística e Técnica de Pensamento Ativo são úteis para solucionar aspectos emocionais negativos e melhorar o astral da pessoa. Podem ser utilizadas quando você quiser. A decisão está em suas mãos.

Voltar

DESTAQUE
Matéria sobre o Body Talk
Folha de Londrina - 08/11/2010


ARTIGOS / TRATAMENTOS
BODY TALK
BODY TALK - CASOS
COSMÉTICA
COSMÉTICA - ACNE
COSMÉTICA - CABELOS
COSMÉTICA - CICATRIZ
COSMÉTICA - PELE
DOR CRÔNICA
EMOÇÃO
ENDOMETRIOSE
EPIGENÉTICA
ESTRESSE
OBESIDADE
VÁRIAS PATOLOGIAS

CONSULTAS

LONDRINA - PARANÁ
Av. Bandeirantes, 515
Tel (43) 3324 - 3303

WHATSAPP

AGENDAMENTOS - DÚVIDAS
 (43) 99188 - 3303
Body Talk Quem Somos Colunas Artigos Tratamentos Eventos Dúvidas E-mail
Site desenvolvido pela Intersoft © 2019 - Body Talk Londrina Home